segunda-feira, 26 de julho de 2010

¡¡¡¡¡¡Gracias Chile!!!!!

O Mago voltou!!! O Mago voltou!!! Chi-le, Chi-le, Chi-chi-chi-le-le-le Viva Chi-le!!!! Essa terra maravilhosa que nos deu Valdívia (apesar de ter nascido na Venezuela) e...Mário Soto!!
Como todos os sites, blogs, twiters e fóruns do Palmeiras no mundo inteiro vão destacar a volta do Valdivia ao alviverde, vou no sentido contrário e destaco o chileno menos famoso que vestiu o manto no longíquo ano de 1977.

Mais conhecido pela "classe" mostrada na final da Libertadores de 1981 pelo Cobreloa contra o Flamengo, Mário Soto jogou 28 partidas pelo Palmeiras no maldito ano que roubaram a Ponte Preta. Talvez fosse o prenúncio do que nos esperava nos anos seguintes.
Primeiro jogador dos anos 70 retratado aqui no blog, não posso dizer nada a respeito do Mário Soto, pois nem tinha nascido na época. Mas tudo indica que era um caneleiro (e muito violento) que algum olheiro cego do Palmeiras indicou achando que tinha descoberto o novo Figueroa no país andino.
Passaram-se 29 anos até que o Valdívia (contratado em 2006) pudesse mudar nossa impressão negativa a respeito dos futebolistas chilenos. Valeu a pena!!!!!! Graças ao mago, hoje em dia agradeço até ao Mário Soto ter dado as suas botinadas aqui. E que venham mais chilenos!!!!
*Foto extraída do site do Milton Neves: Time-base: Em pé; Rosemiro, Mário Soto, Bernardino(Quem foi esse cara???), Pires, Arouca (Quem foi esse cara???- Parte 2) e Ricardo Longhi (Quem foi esse cara???- Parte 3); Agachados: Edu Bala, Jorge Mendenço,Toninho, Ademir da Guia (Quem foi esse cara???- Parte 4...hehehe) e Nei.

6 comentários:

  1. Sem querer ser chato, mas a grana desperdiçada com o Valdívia poderia render mais um lateral esquerdo, um zagueiro, mais meias e um atacante.

    Nossa experiência em repatriar ex-jogadores é péssima [Vide Vagner Love em 2009]. Além disso, o time é desequilibrado demais...

    Ou vcs acham que o Armero [Asnero do Armeration] vai aprender a jogar bola, com a simples presença do Valdívia?

    ResponderExcluir
  2. Lucas, discordo plenamente. O futebol é feito de ídolos. Você vai ao estádio pra ver um ídolo. Compra a camisa do clube com o número do ídolo. O Belluzzo tá fazendo certinho: contratando nomes de peso. Esses caminhões de reforços nunca deram certo.

    ResponderExcluir
  3. A gente vai ao estádio pra ver o time jogar bem, ser campeão. Não me vejo indo ao estádio para ver, por exemplo, o Marcos [ídolo verdadeiro] jogar e perder!!!

    Essa mentalidade de correr atrás de neo-ídolos é muito maléfica. O Palmeiras deveria contratar jogadores para montar um time de CAMPEÕES, e não de ídolos.

    ResponderExcluir
  4. Eu assisti este time. O Bernardino era um bom goleiro. O Arouca foi um bom zagueiro, mas o tal do Mário Soto, pelo amor.

    ResponderExcluir
  5. Bernardino era reserva do Leão, provavelmente tinha jogo da seleção e o Leão não pode jogar.Bernardino jogou pouco.
    Arouca e Ricardo Longhi jogaram juntos no título de 76. Ricardo veio da base, e não era mau jogador. Arouca era bom zagueiro
    Mario Soto era terrível

    ResponderExcluir
  6. Não cheguei a ver o Mario Soto jogar, mas meu pai o chamava de "Mario Torto" em virtude da qualidade técnica do sujeito.

    Abraço

    ResponderExcluir