domingo, 10 de janeiro de 2010

Fábio Júnior- Mas que diabos aconteceu???

Após alguns posts sobre o final da década de 80 e começo de 90, o escolhido da vez é um jogador mais recente: Fábio Júnior.
Este é um caso de jogador que parece ter desaprendido a jogar futebol durante a carreira. Não tenho nenhuma explicação lógica para uma queda de rendimento de um jogador que apareceu tão bem no Cruzeiro e depois foi se apagando.
Em 1998 eu tinha medo dele. Medo mesmo!!! Os jogos contra o Cruzeiro naquele ano eram disputadíssimos e o maldito sempre guardava um contra nós. Aquele time do Cruzeiro era muito encardido (acho até que é melhor que o time do Cruzeiro de 2003 do Alex). Assisti a dois jogos entre Palmeiras e Cruzeiro no estádio naquele ano: um foi excelente: Palmeiras 2x0 na final da Copa do Brasil); o outro foi trágico: Palmeiras 2x3 Cruzeiro nas quartas de final do Brasileirão.
Esse último jogo citado foi muito estranho... o empate bastava para a classificação... mas o Palmeiras não viu a cor da bola no primeiro tempo e o Cruzeiro fez 2x0. Após uma bronca do Felipão, o alviverde reagiu na marra e empatou em 2x2 no segundo tempo. Mas quando parecia que o pior tinha passado, aos 43 do segundo tempo o desgraçado do Fábio Junior faz o terceiro dos mineiros. Porca Miséria!!! Até hoje lamento o Clébão ter chutado nas nuvens uma chance clara de gol aos 45 do segundo tempo.
Mas voltando ao assunto Fábio Júnior, parecia que a camisa 9 da seleção brasileira seria dele por uns 10, 15 anos. O cara fazia muitos gols no Cruzeiro e foi vendido para a Roma por 15 milhões de dólares ou euros.
Na Roma o Fábio Júnior não fez nada... Problema de adaptação, o treinador não devia gostar dele, os companheiros o boicotaram, etc, etc. Achava que algum desses motivos deveriam ter acontecido para não ter vingado lá.
O Fábio Júnior volta para o Cruzeiro em 2000 e é campeão da Copa do Brasil em 2000 (tchupa bambi...hehehe), mas ele é reserva de um ataque formado por Muller e Oséias... o que estaria acontecendo com ele? O Fábio Júnior não está brilhando tanto quanto antes, a seleção já é passado...
Mas mesmo assim achei sensacional a contratação do Fábio Júnior pelo Palmeiras em 2001. Se encontrasse o Mustafá na rua daria um abraço nele e diria que ele é o cara...hehehe. No alviverde ele reencontraria a boa fase novamente e seria uma excelente opção pro ataque na Libertadores.
Infelizmente ele nunca mais foi aquele jogador de 1997 e 98 do Cruzeiro. De bom da passagem dele pelo Palmeiras guardo um gol contra o Boca na semifinal da Libertadores e outro contra um Atlético Paranaense no campeonato Brasileiro (só me recordo desses). Não era mais aquele matador frio e calculista que dava medo quando jogava contra nós, parecia mais um jogador desengonçado e displicente.
E pior que depois da passagem dele no Palmeiras, o Fábio Júnior entrou em declínio total. A última vez que vi uma notícia dele, o jogador estava no Brasiliense. Sinceramente não entendo como alguém aparece de forma tão fulminante e depois vai sumindo. O futebol tem seus mistérios...

8 comentários:

  1. Sensacional, Fabio ! Deste canalha eu me lembro muitissimo bem. O pobre diabo conseguiu o incrivel proeza de marcar nada menos que 6 gols contra nós no ano de 1998. Ele e o Marcelo Ramos são, talvez, os maiores carrascos do Palmeiras que eu ví. Alias, Marcelo Ramos e Fabio Junior têm varias coisas em comum. Ambos eram nossos carascos, jogavam no Cruzeiro, vieram para o nosso lado como principal reforço em uma Libertadores (em 2000 e 2001, respectivamente) e falharam em nosso clube. Bom, voltando ao matador que ilustra o post, tambem me recordo dos gols que ele marcou contra o Boca (tanto lá como cá) e até do bom desempenho dele naquele torneio. Ao final eu marcou 5 tentos naquela Libertadores, sendo o segundo artilheiro do time, perdendo pros espantosos 9 de Lopes - outro jogador ja lembrado pelo blog e que tinha tudo pra ser um craque mas não foi. Abraço

    ResponderExcluir
  2. O Fabio Junior,é mais um exemplo dos muitos que ja aconteceram com o Palmeiras o clube vai contrata o cara que arrebenta em outro lugar quando chega aqui no Palestra não da em nada, o Zanata que até foi citado no post anterior foi um desses casos,o Jackson que veio do Sport é outro, o proprio Bizu e tantos outros,mas voltando ao homenageado da vez me lembro que o Fabio Junior chegou a ser comparado com o Ronaldo na época,realmente tinha tudo pra estourar mas a bomba virou um track,se não me engano ele jogou até pelo Ipatinga,que craque...rs

    ResponderExcluir
  3. Segundo informações do I.P.E. - Instituto Palestrino de Estatística [http://twitter.com/ipeonline], o "crack" [uma droga] Fabio Jr., pai da Cléo Pires [hehehehe] está no poderoso BRASILIENSE.

    ResponderExcluir
  4. sumir da midia n quer dizer q ta jogando mal. tem milhoes de exemplos
    so boto alex...

    ResponderExcluir
  5. Lucas palmeirense da oposição, com todo o respeito mas no caso do Fábio Júnior ele sumiu da mídia e está jogando mal. Se o Fábio Júnior estivesse jogando bem, ele não terminaria a temporada como reserva do Brasiliense (décimo-quarto colocado da Série B em 2009). O Alex é um caso totalmente diferente do Fábio Júnior, não tem nem comparação. Se vc quiser comparar o Fábio Junior com algum Alex, compara com o Alex Alves que veio do Vitória em 1994.

    ResponderExcluir
  6. Aff, este cara não comparou o Fábio Junior com o Alex, comparou?! Só se for o Alex Afonso! Este blog é sensacional!!

    ResponderExcluir
  7. kkkkkkkkk esse cara fez um gol de penalti contra os gambas pelo campeonato brasileiro de 2011!!!!!!!!o resultado?AMERICA MINEIRO 2x1 gambas!!!!!!!fabio junior esta jogando pelo AMERICA MINEIRO.

    ResponderExcluir
  8. Ele jogou muito a Libertadores de 2001, por causa de um juiz ladrão safado Baldo Aquino fomos eliminados na semi-final, se o Palmeiras tivesse sido campeão da liberta aquele ano com ctz o Fabio Junior seria idolo hoje...

    ResponderExcluir